Superior Geral dos Redentoristas envia carta pela Festa dos 300 anos de Aparecida.


Você está em - Home - Notícias - Superior Geral dos Redentoristas envia carta pela Festa dos 300 anos de Aparecida.

SUPERIOR GERAL ESCREVE CARTA AOS MISSIONÁRIOS REDENTORISTAS DO BRASIL

 

 A minha alma engradece ao Senhor, e meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva.

(Lc 1,46-48)

Queridos confrades do Brasil,

Saudações desde Nova Jersey!

Quero saudá-los por ocasião do jubilar tricentenário do encontro da veneranda imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Unidos em Cristo, demos graças ao Pai, que por meio de seu Espírito, deu ao povo brasileiro tão bondosa padroeira. Com espírito filial, elevemos pois nosso reconhecimento e nossa ação de graças pelos 300 anos de bênçãos do Senhor sobre o Brasil.

Meus compromissos com a 3ª fase do XXV Capítulo Geral de nossa Congregação não me possibilitam de estar pessoalmente consigo nestes dias festivos. No entanto, quero que saibam que estou em comunhão com todos os confrades do Brasil, pois é impossível negar a relevância da devoção à Senhora Aparecida na história e missão dos missionários redentoristas no país.

Por isso, neste momento de júbilo, agradeçamos ao Senhor que confiou à nossa Congregação a graça e honra em ser conhecidos como os missionários da Senhora Aparecida. Sabemos que desde 1894 muitos de nossos confrades têm se dedicado a promover a devoção mariana por todo o Brasil; tantos padres e irmãos que transmitiram ao povo o próprio amor que nutriam pela Virgem Aparecida. Recordo-me com emoção a figura do Servo de Deus Vítor Coelho de Almeida, que foi certamente o apóstolo d’Aparecida. Não me esqueço dos confrades que tão diligentemente estão a trabalhar atualmente no Santuário Nacional e nos diversos meios de comunicação interligados, nas equipes de missões itinerantes e noutras frentes que promovem a devoção à Nossa Senhora junto ao povo de Deus. Ao nosso labor ainda estão associados diversos leigos, homens e mulheres de fé e boa vontade, que auxiliam a acolher e evangelizar os devotos da Mãe Aparecida, principalmente no Santuário. A todos, quero expor minhas felicitações e desejar perseverança no serviço por amor.

Gostaria de encorajá-los a continuar tenazes na missão com confiança na maternal intercessão de Nossa Senhora Aparecida. Ela veio ao nosso encontro por meio do sinal da pequena imagem pescada no Rio Paraíba do Sul. Ela quis se encontrar com os pequenos, com os pobres, com os escravizados e marginalizados para que o povo brasileiro se encontrasse com Jesus, nosso Redentor.  A Virgem Maria promove o encontro com Cristo, porque ela é a Discípula Missionária por excelência que nos ensina o caminho do autêntico discipulado de Jesus. Animados por seu exemplo e mediação, temos a consciência que nossa missão é compartilhar o “encontro com Cristo, testemunhá-lo e anunciá-lo de pessoa a pessoa, de comunidade a comunidade e da Igreja a todos os confins do mundo” (Documento de Aparecida 145).

É necessário, confrades, que nossa missão evangelizadora ofereça ao povo a possibilidade de um encontro pessoal com Jesus Cristo, como a Mãe Aparecida nos ensina, pois tudo nela se refere e conduz a ele. Consequentemente, é necessário que o processo de conversão pessoal e a mudança integral de nossa vida possam testemunhar que nele a redenção é abundante, uma vez que está a acontecer em nossa vida.

Ademais, o encontro com a Mãe Aparecida é profecia de Deus para todos nós, pois o Senhor faz uma reviravolta em nossas relações humanas, como ela diz em seu cântico: “derrubou do trono os poderosos e elevou os humildes; encheu de bens os famintos, e despediu os ricos de mãos vazias” (Lc 1,52-53). Como genuínos filhos de Santo Afonso, grande devoto de Maria, jamais nos esqueçamos que a “tarefa essencial da evangelização, que inclui a opção preferencial pelos pobres, a promoção humana integral e a autêntica libertação cristã” (DA 146).

Por fim, peço-lhes que diante ao trono da gloriosa Rainha do Brasil rezem pela Congregação do Santíssimo Redentor, afim que todos nós, missionários redentoristas, sejamos os fiéis “colaboradores, companheiros e ministros de Jesus Cristo na grande obra da Redenção” (Const. 2). E de onde estiver por estes dias, rezarei por vocês, tendo no coração este refrão: “Salve em vossa imagem, ó grande Rainha, Mãe do Redentor, Mãe de Deus e minha. Salve, Maria, Nossa Senhora, Aparecida, salve!”.

Boas festas a todos! Viva a Senhora Aparecida!

Seu irmão no Redentor,

 

Pe. Michael Brehl, C.Ss.R.
Superior Geral dos Redentoristas